O MELHOR PÃO DA CIDADE

PRAÇA DES. CELSO SALES, N° 12 - CENTRO - SÃO JOSÉ DE MIPIBU-RN

SUPERMERCADO DO TELMO

O SUPERMERCADO DAS GRANDES PROMOÇÕES

CONHECER EDUCACIONAL

A ESCOLA DAS FAMÍLIAS MIPIBUENSES.

AQUI, SUA MARCA É LEMBRADA

ENTREM EM CONTATO ATRAVÉS DO EMAIL: deolhoemmipibu@gmail.com

quarta-feira, 30 de abril de 2014

EMPRESÁRIOS DO SUPER SHOW SUPERMERCADO DO TELMO ATACAREJO COMPLETAM 48 ANOS DE CASADOS

Os parabéns de hoje vão para o casal de empresários mipibuenses do Supermercado do Telmo Atacarejo, Telmo Freire e Dilsa Pereira Freire, pela passagem dos 48 anos de casamento.

Deixamos os parabéns e votos de muita saúde, paz e mais sucesso na vida pessoal e empresarial. Daqui a alguns dias, São José de Mipibu ganhará mais um empreendimento no ramo de supermercados: O SUPER SHOW SUPERMERCADOS, uma rede que trará espaço, grande variedade, qualidade e promoções com os feirões de frutas, verduras, carnes, frangos e frios. Aguardem!

Matéria e foto: Alexandre Freire

DEPUTADO FÁBIO DANTAS SUGERE DISCIPLINA DE POLÍTICAS PÚBLICAS NAS ESCOLAS DO RN

O deputado estadual Fábio Dantas [PcdoB] afirmou, durante sessão plenária desta terça-feira [29], que vai apresentar um Projeto de Lei sugerindo que as políticas públicas voltadas para os jovens sejam tema de disciplina obrigatória nas escolas do Rio Grande do Norte. Para o parlamentar, fornecendo esse tipo de conhecimento, as crianças e adolescentes do Estado vão crescer mais conscientes dos seus direitos e deveres.
“Acredito que ao saber como funciona a máquina pública, os jovens terão mais condições de fazer cobranças quanto às questões de saúde, educação, segurança, cultura, entre outros assuntos”, declarou.
Na opinião do deputado, muitos jovens evitam os debates em torno de políticas públicas por falta de conhecimento.
“Se esses jovens puderem olhar um Orçamento Geral do Estado com mais segurança, com conhecimento, terão condições de debater e não deixarão essa discussão apenas nas mãos da classe política”, afirmou.

Do blog (ALEXANDRE FREIRE): Indiscutivelmente, uma ação louvável do Deputado Estadual Fábio Dantas, tendo em vista se tratar de um tema complexo, polêmico e de fundamental importância para os estudantes, já que muitos só se limitam em criticar sem conhecimento de causa e sem entender a burocracia política existente por trás de cada gestão pública, incorrendo na falta de conhecimento e cobrança dos direitos e deveres fundamentais.

terça-feira, 29 de abril de 2014

"EXIGIMOS ATENDIMENTO DE QUALIDADE" - DISSE SECRETÁRIO MUNICIPAL DE SAÚDE, ALEXANDRE DANTAS

Esta semana, conversei com o Secretário Municipal de Saúde de São José de Mipibu, Alexandre Berckmans Dantas. Na ocasião, além de fazer um retrospecto da saúde do município, enalteceu a importância de se atender bem em todos os setores da saúde.

"Exigimos que a nossa equipe atenda bem, para que a população seja assistida no que for preciso e saia satisfeita e feliz pelo tratamento de excelência recebido em todas as unidades do município. Desde que assumi a pasta, não faltaram empenho, planejamento e trabalho, no sentido de buscar recursos, abraçar projetos e, principalmente, transformar a burocracia em ações. Todos os dias, visito setores de atendimento e recebo da população o carinho, o reconhecimento e a aprovação de um trabalho que, a cada dia, tem o reconhecimento das pessoas" - disse Dantas.

Embora não tenha recebido reclamações de mau atendimento nos postos de saúde e instituições, visto que tem uma equipe de qualidade, escolhida a dedo, pede à população que, caso venha a acontecer algum desentendimento estará aberto a ouvir, apurar o caso e, se for necessário, tomar as medidas cabíveis e corretas, em nome do respeito aos direitos do povo.

Matéria e foto: Alexandre Freire

sábado, 26 de abril de 2014

CENTRO DE APOIO À IMPRENSA NA COPA SERÁ LANÇADO NA TERÇA-FEIRA (29) NA UFRN

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) promove na terça-feira (29), às 18h45, no auditório do Departamento de Educação Física, solenidade de lançamento do centro de apoio à imprensa, instituído em parceria com o Governo do Estado, Prefeitura de Natal, FIERN e SEBRAE. 
Confirmaram presença no evento a reitora da UFRN, Ângela Paiva Cruz, a governadora do RN, Rosalba Ciarlini e o Prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves. Também estarão presentes seis representantes da Associação dos Correspondentes da Imprensa Estrangeira no Brasil (ACIE).
Conhecido internacionalmente como Presspoint UFRN, o centro de apoio à imprensa é uma ação extensionista voluntária e foi estruturado para funcionar como um espaço alternativo de apoio à imprensa brasileira e estrangeira que se interesse em vir ao RN por ocasião dos jogos da Copa do Mundo de Futebol.
A estrutura física do Presspoint UFRN está localizada no complexo de comunicação da universidade federal abrangendo o Laboratório de Comunicação (Labcom) vinculado ao Departamento de Comunicação (DECOM) e a Superintendência de Comunicação (COMUNICA) formada pela Televisão Universitária (TVU), Universitária FM (UFM) e Agência de Comunicação (AGECOM).
Presspoint UFRN tem capacidade para receber até 200 jornalistas, oferecendo condições de conectividade à internet, tecnologia para edição de imagem e áudio, salas de redação e espaços para entrevistas, além do apoio de uma equipe de voluntários com fluência em vários idiomas. O credenciamento começou no dia 5 de março e se estende até 10 de maio, diretamente no site www.presspoint.ufrn.br.
O site do Press Point da UFRN também disponibiliza uma “central de pautas” com sugestões de matérias nas áreas social, econômica, esportiva, cultural, tecnológica e científica, com enfoque local e regional.
Os correspondentes estrangeiros da ACIE são: Fabiola Ortiz dos Santos, frelance da Agência Lusa-Portugal e IPS-Italia; Roubaud Kakie, correspondente da imprensa francesa; Algaé de Chalus, correspondente do diário nacional francês La Croix, para o diário nacional Le Telegramme e o caderno especializado em inovação do jornal Liberacion e algumas outras revistas; Phylis Lilian Ciurariu Dit Huber, frelance dinamarquesa; Wang Zhengry e Liu Long, da agência de notícia Xinhua, da China.
Além da presença no ato de lançamento do PresspointUFRN, esses correspondentes cumprirão uma agenda de palestras, na segunda-feira, com estudantes de Comunicação e na terça-feira, das 9 às 17, farão visitas a projetos da UFRN e dos parceiros.

ESPECIALISTA APRESENTA SOFTWARE QUE CALCULA CUSTO ALUNO PARA REDE PÚBLICA

Seminário promovido pela Comissão de Educação e Cultura da CMN discute planejamento de investimentos com educação pública

Com o objetivo de avançar na discussão sobre o planejamento de investimentos com a educação pública municipal foi realizado, na manhã desta sexta-feira (25), o seminário ‘O custo de uma educação de qualidade’, na sede do Legislativo Municipal. O evento foi promovido pela Comissão de Educação, Cultura e Desportos da Câmara Municipal de Natal, presidida pela vereadora Eleika Bezerra (PSDC).

A palestra ‘A importância da estimativa de custos para a oferta de um ensino de qualidade para todos’ foi proferida pelo doutor em Administração, Thiago Alves, que desenvolveu em sua tese de doutorado na Universidade de São Paulo (USP) um software, que visa ser ofertado como ferramenta de gestão e planejamento para os municípios. “Nós desenvolvemos o Simulador de Custo-Aluno-Qualidade [SIMCAQ], que faz uma leitura de acordo com os dados disponibilizados, e depois calcula o investimento necessário com educação a partir das escolhas e da realidade de cada município. São considerados parâmetros de qualidade como alimentação, infraestrutura, quadro de pessoal, materiais permanentes, por exemplo”, explicou Thiago Alves, que também apresentou conceitos e pesquisas sobre custos educacionais no Brasil, além de dados sobre a escolaridade brasileira.

Defensora do tempo integral na escola, a vereadora Eleika Bezerra abordou a situação atual da rede pública e defendeu a melhoria na qualidade de ensino, principalmente, o infantil. “A educação brasileira como um todo está em situação sofrível. Não é só em Natal, nem no Rio Grande do Norte, mas em todo o Brasil. Somos um país em que apenas 25% da população lê e interpreta satisfatoriamente. Este número é absurdo, mas isso só pode começar a ser mudado, quando os investimentos na educação básica, a que compreende alunos de zero a 17 anos, aumentarem porque é a partir dela que o aluno pode avançar. Costumo dizer que a base da educação básica é a educação infantil, que vai de 0 a 5 anos. Este é o alicerce. Se a criança tem um bom ensino infantil, ela vai se alfabetizar, acabando com a grande fábrica de analfabetos que temos e, consequentemente, se desenvolver bem no fundamental e no médio”, pontua a parlamentar.
Para a vereadora, a expectativa com a sanção do Plano Nacional de Educação é boa. “A maior questão que temos envolve o investimento de 10% do PIB em Educação. Atualmente, o valor investido é de 5,2%, em média. Se chegarmos, aos 10%, o valor praticamente dobra e, por isso, precisamos saber quanto custa um aluno para que não haja gasto equivocado. Precisamos estar atentos para quanto será usado, quanto será investido, sem desvios, sem desperdícios. E, em meio a essa problemática, podemos até fazer um comparativo. Quanto custa um presidiário? Tivemos acesso a umas informações de dois anos atrás que mostravam que um presidiário custava 15 vezes mais que um aluno no RN. Em nível federal, é 40 vezes mais. Não seria mais ‘fácil’ e ‘barato’ educar um aluno com qualidade?”, questiona Eleika Bezerra.

A mesa de debates do seminário foi composta pelo economista Aldemir Freire, que atua como chefe da Unidade Estadual do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no RN e exibiu números sobre a educação pública no Estado. Para ele, é preciso ampliar a educação infantil, aumentar a educação em tempo integral, melhorar a remuneração do professor, equipar melhor as escolar e investir em capacitação e melhoria da qualidade dos demais envolvidos no processo educacional.  Doutor em Educação e professor da rede pública do RN, Rogério Fernandes Gurgel também compôs a mesa e abordou os impasses e as perspectivas para o custo aluno. Também participaram do seminário as vereadoras Amanda Gurgel e Júlia Arruda, que integram a Comissão de Educação, Cultura e Desportos da Câmara Municipal de Natal.

DEPUTADO ESTADUAL FÁBIO DANTAS PROMOVE AUDIÊNCIA PÚBLICA COM TEMÁTICA SOBRE ENDIVIDAMENTO RURAL

Produtores rurais do Rio Grande do Norte e da Paraíba se reuniram, na manhã desta sexta-feira (25), para discutir os efeitos do endividamento rural, em audiência pública na Assembleia Legislativa. Na ocasião, os participantes apresentaram as situações enfrentadas em suas propriedades, fizeram relatos dos protestos e tentativas de chegarem ao Governo Federal, na intenção de pedir o perdão das dívidas. A audiência foi proposta pelo deputado Fábio Dantas (PCdoB). “A atividade rural, entre todas as outras, é uma das mais nobres e que precisa de mais amor. Porém, nos últimos anos é uma das atividades que tem sofrido os efeitos da política econômica exercida pelas instituições financeiras que deveriam zelar por essa atividade”, declarou.
Para o deputado, a população precisa cobrar mudanças na política de financiamento exercida no país, não só para os produtores rurais, mas para todas as áreas. “Durante os movimentos sociais que presenciamos no ano passado, não vi ninguém reclamar de uma instituição financeira. O que vi foi gente quebrando o comércio de pessoas que não tinham nada a ver com os problemas do país. Precisamos auditar a dívida pública. Essas instituições financeiras esqueceram que a função de desenvolvimento é primordial. E não vai ser massacrando os agricultores que o Banco do Nordeste vai ficar mais rico”, declarou.
A médica veterinária Joana D'Arc Pires, primeira participante da mesa a se pronunciar, mostrou imagens de protestos, audiências em que ela esteve presente e das inúmeras tentativas de mostrar aos representantes do Governo Federal a situação dos produtores rurais do RN. “Essa luta vem de muitos anos. É uma luta de muito trabalho, mas sei o quanto é difícil sensibilizar quem está lá em cima”, disse Joana.
Na ocasião, a veterinária fez críticas ao Banco do Nordeste, alegando que a instituição dificulta a divulgação de um extrato descritivo das dívidas dos produtores. “Para conseguir um espelho das dívidas é uma luta. É um direito que o produtor tem. Se eu tenho uma dívida, quero saber o que está incidindo sobre ela, saber meu saldo devedor. Dívidas de pouco mais de R$ 50 mil estão em mais de R$ 200 mil. Em um ano, uma dívida de R$ 7 mil passou para R$ 28 mil. Como o produtor pode pagar juros dessa forma?”, declarou.  
O deputado estadual da Paraíba, Francisco de Assis Quintans afirmou que a política de crédito atual é equivocada. “É uma política que não leva em conta as secas. A classe política também não tem sensibilidade. Nenhum senador ou deputado federal tem coragem de fazer um pronunciamento contra o Banco do Nordeste. O Governo não tem visão de estimular o setor produtivo”, declarou.
Para o presidente da Associação das Dívidas Rurais da Paraíba, Jair Pereira, o problema dos agricultores não é a seca, mas o Banco do Nordeste.  “Todos os contratos desse Banco são ilegais e viciados. Pra vocês terem uma ideia, o Banco do Nordeste perdoou cerca de R$ 7 Bilhões de dívidas de gente grande. Agora um agricultor, ele não perdoa. Eles cobram honorários de advogados deles, o que é totalmente ilegal”, disse Jair Pereira.
O representante da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Rio Grande do Norte (FETARN), Francisco José da Silva defendeu a criação de uma política de convivência com o Semi-Árido. “O agricultor familiar está pobre de duas coisas: conhecimento da necessidade de aprofundar, dialogar as ações de uma política de convivência com o Semi-Árido. E a outra é a decisão politica desse país. Se o Governo Federal quisesse ouvir os produtores, a coisa era outra. Não temos que fechar bancos, pelo contrário, temos que criar mais bancos. Para negociar nossas dívidas, que nos atenda bem”, declarou.
O advogado da Federação da Agricultura da Paraíba, Guilherme Santos afirmou que a política de crédito rural não tem assistência técnica e para ele, nenhuma política poderá funcionar sem assistência. Na ocasião, o advogado relatou que o problema é maior do que o Banco do Nordeste. “O crédito rural foi instituído pelo Governo Federal em 1967, aproximadamente. Naquela época, existia dinheiro para a agricultura. Foi a partir de 1984 que começou a reduzir o dinheiro para agricultura e os juros ficaram mais altos”, explicou.
Guilherme orientou os produtores a não levarem esses casos para a Justiça. “Não é interessante levar a dívida para a Justiça, porque ela não vai perdoar essa dívida, ela vai exigir que seja efetuada e poderá levar isso a leilão. Uma hora vocês terão que pagar”, disse. O advogado declarou que o Governo precisa reconhecer que a política de crédito foi errada. “Eles ofereceram crédito sabendo que o produtor não teria como pagar”, declarou.
O superintendente do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) para o Rio Grande do Norte, Francisco Carlos Cavalcanti reconheceu a situação de dificuldade dos produtores, mas disse que o Banco tem limitações operacionais. “As políticas que o Banco operacionaliza são definidas pelo Governo Federal e todo e qualquer instrumento legal estabelecido por eles, seguimos estritamente. O que temos hoje para melhorias da situação são cinco ou seis instrumentos legais que já estão em vigor. E nunca tivemos instrumentos que beneficiassem tanto o homem do campo”, alegou.
Diante de críticas relacionadas ao atendimento no Banco, Francisco Carlos disse que está surpreso. “Temos aqui na superintendência um trabalho de excelência no atendimento. Esse tipo de situação é inaceitável”, afirmou. O superintendente disse, ainda, que em 2013 foram renegociadas dívidas no valor de R$ 42 milhões e que este ano, de janeiro até hoje, o banco renegociou R$ 12 milhões em dívidas. “É menos do que gostaríamos de fazer, mas é o que a lei permite”, declarou.

quarta-feira, 23 de abril de 2014

PM E BOMBEIROS DO RN - PARALISAÇÃO CHEGA AO FIM

Representantes da cúpula da segurança pública do Governo do Estado e associações de policiais militares e corpo de bombeiros chegaram a um acordo depois de reunião realizada na manhã desta terça-feira (22), na sede da Procuradoria Geral do Estado.

O encontro contou com a presença do Secretário Estadual de Segurança Pública e Defesa Social, o General Elieser Girão, do Procurador Geral do Estado, Miguel Josino, do Controlador Geral, Anselmo de Carvalho, dos Comandantes Gerais da Policia Militar e do Corpo de Bombeiros, Cel. Francisco Araújo e Cel. Elizeu Lisboa Dantas

Também estavam presentes sete  representantes dos policiais militares, entre eles o Presidente da Associação dos Oficiais, Jorge Moreira, o Presidente da Associação dos Sargentos e Subtenentes, Eliabe Marques e o Presidente da Associação dos Bombeiros, Rodrigo Maribondo. 

Durante a reunião o titular da Sesed detalhou os encaminhamentos dados pelo Governo do Estado a nove dos onze pontos de reivindicação apresentados pelos policiais. Com relação à Lei de Promoção de Praças, ficou acertado que o Governo do Estado vai encaminhar o projeto para Assembleia Legislativa até o dia 1° de maio.

Em resposta, os policiais aceitaram encerrar a paralisação e por fim ao acampamento montado em frente à Governadoria do Estado. “Acredito que a reunião transcorreu de forma harmônica, nós conseguimos mostrar aos policiais que, de fato, estamos viabilizando as reivindicações", disse o secretário Monteiro.

Com relação aos demais pontos da pauta, os dois lados concordaram em manter abertas as negociações. Novas rodadas de conversas entre Governo e policiais serão realizadas nos próximos dias. “A reunião transcorreu com tranquilidade e quase todos os pontos foram contemplados”, disse o Presidente da Associação dos Praças do Corpo de Bombeiros, Rodrigo Maribondo. 
De volta ao Centro Administrativo, os policiais e bombeiros fizeram uma assembleia e resolveram encerrar a paralisação e desmontar o acampamento por volta das 17h.

Fotos: Elisa Elsie

SÃO JOSÉ DE MIPIBU - SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE INAUGURARÁ A UBS DA COHAB - CONVITE

domingo, 20 de abril de 2014

MENSAGENS DE PÁSCOA DO PREFEITO ARLINDO DANTAS E DO DEPUTADO ESTADUAL FÁBIO DANTAS


Uma ótima páscoa para todos. Que esta simbolize a boa nova de nossas atitudes e gestos em prol de uma vida melhor para todos, recheada de muita paz, compreensão e amor ao próximo.

sábado, 19 de abril de 2014

CAPSMAF, TAMBÉM, FORMA PROFISSIONAIS PARA O MERCADO DE TRABALHO

O CAPSMAF - Centro de Atenção Psicossocial Manoel Amaro Freire, em São José de Mipibu, além do acompanhamento e/ou tratamento a portadores de algum tipo de transtorno mental e usuários AD (álcool e outras drogas)...
... presta grande serviço na área de formação profissional a universitários. Estudantes das faculdades FACEX, FATERN, UFRN, UVA, UNP e outros centros de formação superior são encaminhados para estágios curriculares e voluntários.
Técnicos do CAPS, nas mesmas áreas de atuação, coordenam esses grupos dentro da instituição, os quais acompanham o serviço daquele centro psicossocial.
Pedagogia, Serviço Social, Enfermagem, Nutrição, Educação Física, Psicologia são alguns dos inúmeros cursos que desenvolvem trabalho de estágio nas dependências do CAPS.

Exerça a profissão de forma ética, com honestidade e competência que o sucesso será consequência.
Hamilton de A. Costa

quarta-feira, 16 de abril de 2014

DEPUTADO FÁBIO DANTAS VAI COORDENAR SEMINÁRIO PARA DISCUTIR DESENVOLVIMENTO DO RN

O deputado Fábio Dantas (PCdoB) vai coordenar um seminário sobre o Desenvolvimento Econômico do Rio Grande do Norte, a ser realizado no dia 12 de maio na Assembleia Legislativa com a participação de representantes de todos os partidos políticos e segmentos envolvidos com a gestão pública.
“Vamos discutir qual é a dinâmica que as agremiações políticas pretendem para o Estado nos próximos oito anos. Vai ser um pacto pelo Rio Grande do Norte com elaboração ao final de uma carta contendo as diretrizes para o desenvolvimento que gere riquezas que venham melhorar os serviços públicos, assegurando melhor qualidade de vida para a nossa sociedade”, afirmou o deputado ao anunciar a realização do seminário, na sessão plenária desta terça feira (15).
Segundo Fábio Dantas o seminário será realizado durante todo o dia. Pela manhã haverá palestra sobre o desenvolvimento do Estado, seguindo-se de debate com colocações do pensamento de todos os partidos políticos. À tarde haverá oficinas sobre Saúde, Educação, Segurança e Mobilidade Urbana.
“Estamos estagnados com a nossa economia. As empresas estão fugindo do Rio Grande do Norte. Nós precisamos atrair investimentos de todos os estados do Brasil para cá. Precisamos encontrar os caminhos para o financiamento dos serviços públicos. Temos um potencial natural do turismo, ao mesmo tempo em que tempos desigualdades sociais crescentes. Não vamos conseguir mudar o Estado se não traçarmos os rumos do que queremos numa carta suprapartidária, com planejamento para os próximos oito anos”, disse.

MPF RECORRE PARA PROIBIR NOVAMENTE A TIM DE VENDER NOVAS LINHAS NO RN ATÉ RESOLVER PROBLEMAS

Decisão judicial de primeira instância obrigou empresa a montar estrutura necessária, mas não impediu que continuasse realizando novas vendas

O Ministério Público Federal no Rio Grande do Norte (MPF/RN) recorreu ao Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5) para que a TIM Celular S/A seja proibida novamente de comercializar novas assinaturas ou linhas no estado, até que monte a estrutura necessária para garantir a qualidade dos serviços. A apelação inclui ainda o pedido de aumento da indenização a ser paga pela empresa, de R$ 10 milhões para R$ 50 milhões; e a simplificação na forma como os clientes serão ressarcidos.

A sentença de primeira instância, proferida em janeiro deste ano, obrigou a TIM a montar a infraestrutura adequada ao bom andamento dos serviços, mas não impediu a captação de novos clientes. A ré foi condenada ao pagamento de R$ 10 milhões em indenização por danos morais coletivos e à reparação de danos materiais que porventura vierem a ser demonstrados, por cada um dos usuários lesados.

O recurso do MPF, assinado pelo procurador da República Ronaldo Sérgio Chaves Fernandes, requer que o TRF5 reforme a sentença e determine a proibição das vendas de novas linhas, enquanto essa infraestrutura não for montada; o pagamento da indenização por danos morais coletivos no valor inicialmente proposto (R$ 50 milhões) e que todos os clientes sejam ressarcidos por danos materiais, independente de ingressarem com pedido específico.

No entender do Ministério Público Federal, a empresa deve pagar a cada um dos seus consumidores no Rio Grande do Norte o valor de R$ 2,00 por mês, contados a partir de abril de 2009, seja em forma de crédito para os consumidores do sistema pré-pago, ou abatido nas contas dos usuários do pós-pago. Até agosto de 2010, o montante já representaria mais de R$ 32 milhões em indenizações por danos materiais.

Decisões - A ação civil pública foi proposta inicialmente pelo Ministério Público Estadual à Justiça Estadual e posteriormente remetida à Justiça Federal. A ACP aponta as irregularidades praticadas pela TIM na prestação do serviço de telefonia móvel no Rio Grande do Norte, incluindo recorrentes congestionamentos das ligações e quedas de chamadas. Uma antecipação de tutela, em janeiro de 2011, chegou suspender as vendas de novas linhas.

A sentença de primeira instância, de janeiro último, acatou apenas parcialmente o pedido do MPF e determinou “que a TIM viabilize todos os investimentos necessários à implantação dos projetos de ampliação da infraestrutura da rede de telefonia móvel requeridos pelo MP, na proporção necessária a fazer frente ao incremento do número de usuários”. Porém o pedido de suspensão das vendas não foi tratado.

O MPF solicitava que a TIM fosse proibida de comercializar novas assinaturas ou habilitar novas linhas (ou códigos de acesso), ou mesmo proceder à implementação de portabilidades de códigos de acesso de outras operadoras para a TIM, enquanto “não comprovar que instalou e estão em perfeito funcionamento os equipamentos necessários e suficientes para atender às demandas dos consumidores que possui atualmente no Rio Grande do Norte, inclusive quanto à demanda reprimida em função da má prestação do serviço”.

No entender do procurador da República Ronaldo Sérgio, permitir a continuidade das atividades de comercialização de novas linhas, sem a garantia da estrutura, poderá agravar o dano já provocado. “(a proibição) possui um caráter inegavelmente coercitivo, sendo certo que a TIM será motivada a implementar com muito maior rapidez e eficiência as medidas faltantes para o fiel cumprimento do projeto de ampliação da infraestrutura da rede de telefonia móvel”.

Problemas – A Anatel apontou, em relatório de fiscalização promovida entre fevereiro e abril de 2012, que a empresa “não resolveu completamente os problemas de congestionamento e de queda de chamadas no Estado do Rio Grande do Norte” e que “houve momentos em que para cada 100 tentativas de originar chamadas 82,45 foram perdidas”; além de serem registradas quedas de ligações em 62 municípios do interior potiguar e em três bairros da capital.

“Convém atentar para o fato de que o problema objeto da presente ação civil pública, como bem se percebe do inquérito civil que instrui a inicial, remonta há vários anos e ainda não foi solucionado (...), sendo certo que a única medida, ainda que de cunho temporário, que fez mudar a postura da ré/apelada na espécie quanto a essa questão foi a proibição de comercialização concedida pelo r. juízo a quo no âmbito da antecipação de tutela”, reforça o procurador.

Relatórios da Anatel apontaram “que os assinantes da prestadora estão sendo prejudicados em diversos aspectos, particularmente os usuários não são atendidos com uma rede com qualidade adequada, ficando impossibilitados de efetuarem, ou receberem chamadas devido aos altos níveis de bloqueio, ou quando as chamadas não são interrompidas pelas quedas”. Como exemplo, em 2010 o índice de bloqueios de chamadas no município de Luís Gomes ultrapassou os 70% nos horários de maior movimento, quando o máximo admitido pela Anatel é de 5%.

Além disso, o MPF acrescenta que a empresa “tratava com discriminação seus clientes, mantendo um serviço melhor nas áreas abastadas e comerciais da capital, isso em detrimento dos bairros periféricos e das cidades do interior, que tinham de se contentar com um serviço de telefonia celular de qualidade inferior”.

Indenização – Os R$ 10 milhões estipulados como indenização por danos morais coletivos não foram considerados suficientes pelo MPF, que defende um valor de R$ 50 milhões, tendo em vista que, somente em 2011, conforme dados fornecidos pela própria empresa, o faturamento da TIM alcançou R$ 17 bilhões.

“(...) além de a indenização por danos morais ter sido estabelecida em apenas um quinto do que foi pleiteado na exordial, a sentença deixou na dependência da iniciativa dos consumidores prejudicados a reparação dos danos materiais por eles sofridos, e, mesmo assim, se conseguirem comprovar na fase executória tais prejuízos”, cita o texto da apelação.

O MPF questiona de que forma todos os clientes prejudicados poderão tomar conhecimento da sentença, ou mesmo ingressarem com pedidos de reparação dos danos. “Se isso não bastasse, deve-se ter em mente que o cidadão comum não dispõe de meios adequados para comprovar todos os prejuízos experimentados com as quedas de ligações ocorridas, bem como pela ausência de sinal momentânea.”

O processo original tramitou a Justiça Federal no Rio Grande do Norte sob o número 0007305-30.2010.4.05.8400

SANCIONADA LEI QUE ESTABELECE AUMENTO SALARIAL A MÉDICOS E DENTISTAS DO ESTADO

Em uma solenidade realizada na Governadoria na tarde desta segunda-feira (14), a Governadora Rosalba Ciarlini sancionou a lei complementar que estabelece o aumento salarial para médicos e dentistas da Secretaria de Estado da Saúde Pública, contemplados pelo Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração. O ato teve a participação também do secretário da pasta, Luiz Roberto Fonseca, do adjunto, Marcelo Bessa, e dos presidentes dos sindicados dos médicos, Geraldo Ferreira, e dos odontologistas, Ivan Tavares.

         Com a alteração da lei, os médicos com carga horária de 20 horas receberão R$ 5.363,55 como vencimento básico, e dentistas com especialidade em cirurgia traumatologia buco-maxilo-facial, com carga de 40 horas, terão remuneração de R$ 10.604. A correção implica em um aumento de aproximadamente R$ 6,5 milhões/mês na folha de pagamento da Secretaria de Saúde.

         O aumento será escalonado até 2018 com a seguinte formatação: 5% a partir de 1º de maio de 2014; 10% a partir do dia 1º de maio de 2015; 10% a partir de 1º de maio de 2016; 10% a partir do dia 1º de maio de 2017; e 10% a partir do dia 1º de maio de 2018.

         A Governadora Rosalba Ciarlini declarou que a sanção da lei complementar é a correção de uma injustiça. “Nós fizemos um grande esforço para chegar até aqui e sancionar a lei que corrige uma injustiça histórica com a classe médica do nosso estado. Era um sonho de todos do Governo do RN que isso deveria ter sido feito há mais tempo, mas apenas assumimos o que podemos cumprir. Agora, eles terão mais segurança para desempenhar a atividade médica e dos cirurgiões buco-maxilo-faciais. Isso é uma recuperação das perdas históricas com salários mais dignos e estimula, deixa mais seguros, os profissionais que se sentem mais valorizados para cumprir suas cargas horárias”, disse.

         O titular da pasta da saúde, Luiz Roberto Fonseca, destacou a sensibilidade e o esforço da Governadora para fazer o aumento ser possível. “A Governadora olhou para todos sem distinção e colocou em prática a importância dos profissionais. Ela lutou muito para que isso acontecesse e isso é fruto de uma perspectiva de melhoria salarial, que passa pela mudança de nível, que acontecia sem a paridade salarial. Reavaliar a lei mostra o compromisso da Governadora com a classe”, comentou.

         O presidente do Sindicados dos Odontologistas também enfatizou a medida como positiva: “Temos um sentimento de gratidão. Isso é um sonho dentro da alta complexidade. A senhora teve a coragem de garantir isso para nós. Por isso que agradecemos o empenho que a senhora e o secretário de saúde tiveram para concretizar o que está sendo assinado hoje”.

         Presidente do Sindicato dos Médicos, Geraldo Ferreira disse: “Temos que agradecer ao compromisso e sensibilidade da Governadora nesse momento. Sabemos das dificuldades, mas demos um passo importante na nossa causa. É uma satisfação que a correção de uma injustiça histórica tenha acontecido agora. Esse projeto é fruto da nossa negociação com o Governo”, observou.

Aumento
         Em fevereiro deste ano, o Estado já havia garantido o pagamento aos servidores da Sesap de valores acordados em negociações ocorridas no ano passado. Foram creditados 25% da incorporação da Jornada Especial e Gratificação de Atividade Estadual (GAE), previstos no Plano de Cargos, Carreiras e Remunerações dos servidores.

Inauguração

         Ainda na solenidade, a Governadora adiantou que na próxima quarta-feira (16) será inaugurada a nova Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Santa Catarina. Ao todo, 11 leitos serão entregues, sendo 10 de adultas e uma de observação. A UTI, que teve as obras iniciadas em 2012, é considerada uma das mais modernas e com melhor estrutura do Brasil. Desde 2001, foram habilitados 115 leitos e implantadas 65 unidades de UTI entre abril de 2013 a abril de 2014.

segunda-feira, 14 de abril de 2014

PARABÉNS, REBECA REVOREDO E WILLIG SINEDINO, PELO LINDO NOIVADO!


Esta semana, em comemoração familiar, os jovens Rebeca Revoredo e Willig Sinedino ficaram noivos. Na foto, o casal está ao lado dos pais de Rebeca, os apresentadores do Programa Evangélico Paz Real, Levi e Raquel Revoredo.

A esta família prestigiada de Deus desejamos toda a felicidade deste mundo e as bênçãos do céu.

Deixo os parabéns ao noivo pela forma como conduziu este importante momento de união, fraternidade e, sem dúvida nenhuma, muito amor. Felicidade!!!

Matéria: Alexandre Freire
foto: facebook

PREFEITURA MUNICIPAL E SECRETARIA DE CULTURA DE SÃO JOSÉ DE MIPIBU PROMOVERÃO "PAIXÃO, MORTE E RESSURREIÇÃO DE CRISTO"

O Grupo de Teatro União-Gruteu apresentará "PAIXÃO, MORTE E RESSUREIÇÃO DE JESUS CRISTO.

O espetáculo será no Largo da Igreja Matriz de Sant'ana e São Joaquim, no dia 17.04, a partir das 20 horas, com realização da Prefeitura Municipal de São José de Mipibu e Secretaria Municipal de Cultura.

Matéria: Alexandre Freire
foto: divulgação

sábado, 12 de abril de 2014

EQUIPE CAPSMAF SÃO JOSÉ DE MIPIBU PARTICIPA DE I SIMPÓSIO SOBRE TRANSTORNO MENTAL

Ao centro, os psicólogos Luciano Amado e Luciano Bullik, palestrantes do I Simpósio e equipe CAPS.

Uma das principais metas da equipe do CAPSMAF (Centro de Atenção Psicossocial Manoel Amaro Freire) de São José de Mipibu é capacitar para melhorar o serviço.

Atualmente, o CAPS elegeu um dia na semana (quartas e quintas, alternadamente), para o atendimento direcionado aos usuários AD, ou seja, aqueles que fazem uso exacerbado de álcool e outras drogas, além de atender ao público de transtorno mental de acordo com a categoria CAPS I. Com isso, embora aquele centro conte com uma equipe altamente qualificada em cada área de atuação (Serviço Social, Psicologia, Enfermagem etc), sem dúvida nenhuma esse tema requer estudos e muita capacitação.

Hoje, na Faculdade Maurício de Nassau, no horário das 14 às 17 horas, boa parte da equipe participou do I Simpósio sobre Saúde Mental. Um evento voltado para a temática do BORDERLINE, um tipo de transtorno. Na ocasião, os renomados psicólogos e palestrantes, Luciano Amado e Luciano Bullik, os quais desenvolverão esse trabalho mensalmente, em Natal, conduziram a palestra.

Segundo os diretores, Alexandre Freire (administrativo) e Janilza Matos (técnico), a Coordenação de Saúde Mental do Estado do RN disponibilizará de capacitações para todos os CAPS, momento em que enviará equipes para esse importante trabalho. "Próxima semana, acompanhado do amigo João Ventura, presidente do COMAD, tentarei firmar parceria com o RN Vida, a fim de conseguir algumas capacitações para a nossa equipe técnica" - disse o diretor da instituição.

Matéria: Alexandre Freire
foto: Janilza Matos

RN É 1º LUGAR EM GERAÇÃO DE ENERGIA EÓLICA NO BRASIL

     
      
         O Rio Grande do Norte é hoje o estado brasileiro com maior capacidade instalada de energia gerada por parques eólicos. Os bons números são da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) que destaca o RN com 736,7 MW de capacidade instalada nos 29 parques em operação.

         Em primeiro lugar no ranking da Agência, o Rio Grande do Norte superou o Ceará, Bahia e Rio Grande do Sul, e atualmente tem 52 parques eólicos em construção que aumentará em 1447,6 MW a capacidade instalada. Até 2018 deverão ser construídos outros 49 parques, representando mais 1349,7 MW de energia gerada em solo potiguar.

“Os bons ventos do RN colocam o nosso estado em primeiro lugar no Brasil. Isso tudo é resultado do nosso trabalho e nos orgulha saber que estamos ajudando a desenvolver o país com energia renovável”, disse a Governadora Rosalba Ciarlini.

Para garantir a competitividade do estado, o Governo – via Secretaria do Desenvolvimento Econômico (SEDEC) - tem atuado junto ao Ministério de Minas e Energia para permitir ao RN uma melhor infraestrutura em linhas de transmissão. Um leilão de transmissão será realizado pela ANEEL no dia 09 de maio e contemplará o RN com quatro novas linhas, que somadas as já existentes, assegurarão o escoamento de projetos de geração a médio e longo prazo.

Com investimentos privados da ordem de R$ 14 bilhões no setor eólico, a estimativa do Governo do Estado é que o segmento se mantenha em crescimento nos investimentos privados, emprego e renda.  

ESTADO
CAPACIDADE INSTALADA (MW)
Rio Grande do Norte
736,7
Ceará
721
Rio Grande do Sul
598
Bahia
233,1
    Fonte: Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL)

sexta-feira, 11 de abril de 2014

A SANT'ANA PÃES E CONVENIÊNCIA DISPONIBILIZARÁ DELICIOSO CARDÁPIO A PARTIR DAS 14 HORAS

 
A Sant'ana Pães e Conveniência é um empresa de referência, em São José de Mipibu, no quesito panificação. Localizada à Praça Des. Celso Sales - Centro - e aberta de domingo a domingo, além do tradicional pãozinho, você encontrará uma variedade em produtos, excelente atendimento, elevado padrão de higiene, espaço e conforto.
Com novo horário à disposição da clientela, a partir das 14 horas, a Sant'ana disponibilizará de um variado cardápio, seja em lanches ou o tradicional jantar.
Pães, bolos, bolachas, refrigerantes, iogurtes, laticínios, salgados, sopa, mungunzá, panqueca, cuscuz, tapioca, arroz doce, café, suco e outras delícias da culinária estão no cardápio da melhor loja de conveniência da cidade.
A SANT'ANA PÃES E CONVENIÊNCIA ATENDE PELO TELEFONE (84)3273-2225. Faça uma visita e comprove!

Matéria e fotos: Alexandre Freire

ALGUÉM CONHECE ESTE SENHOR???

Seu Otaviano Lins está à espera de familiares no Hospital Drº João Machado

Este é o senhor Otaviano Lins, o qual está de alta no Hospital Drº João Machado em Natal. Segundo informações daquele hospital, ele foi encontrado desorientado na cidade de Montanhas e encaminhado por agentes de saúde daquele lugar à internação.

Ontem, a assistente social daquele centro de saúde, a técnica Ana Cláudia, entrou em contato com a direção do CAPSMAF de São José de Mipibu para saber informações sobre familiares deste cidadão, já que o mesmo diz ter passado pelo atendimento do CAPS, sendo constatado que Seu Otaviano nunca frequentou o serviço, mas mora em Laranjeiras (não sabe se é dos Cosmes ou do Abdias).

Imediatamente, parte da equipe visitou os PSF dessas duas comunidades. Porém, depois de um levantamento minucioso em arquivos e/ou documentos e busca de informações, não obtiveram resposta.

Pedimos, encarecidamente, aos que conhecem este homem, entrar em contato por meio dos telefones 9130-8010 (Alexandre Freire-Diretor do CAPS) e 9944-3940 (Ana Cláudia-Assistente Social do Hospital João Machado).

Matéria e foto: Alexandre Freire

quarta-feira, 9 de abril de 2014

LIBERDADE E SEMANA SANTA - PELO PADRE JOSÉ LENILSON (SÃO JOSÉ DE MIPIBU-RN)

“É para liberdade que Cristo nos libertou” (Gl 5,1). Como sabemos, esta afirmação de Paulo foi escolhida pela CNBB para ser o lema da Campanha da Fraternidade de 2014, que trata sobre o tráfico de pessoas para os mais diversos fins, tais como trabalho forçado ou sub-remunerado, exploração sexual, adoção ilegal e venda de órgãos.  Em todas estas situações a dignidade humana é gravemente violada e desfigurada a imagem de Deus, cuja “glória é o homem vivo” (S. Irineu), isto é, o ser humano com todas as possibilidades de viver de modo tranquilo a sua própria vocação.
Todas as facetas da escravidão põem suas raízes na realidade teológico-social chamada “pecado”. De fato, o pecado “é uma falta ao amor verdadeiro para com Deus e para com o próximo, por causa de um apego perverso a certos bens” (Catecismo da Igreja Católica, n. 1849). O apego desordenado ao dinheiro, por exemplo, leva os “humanos” a venderem seus próprios semelhantes para a indústria do sexo, para a exploração de suas energias no trabalho, para a extração de partes de seu corpo. Já o apego extremado à vida pode levar um rico a comprar um órgão de um pobre necessitado. Há ainda o caso de sentir-se no “direito de ter um filho”, quase vendo a criança como um objeto de posse. Pela sua própria condição racional, a pessoa humana pode intuir que a utilização do outro como produto de mercado ou fonte de enriquecimento ilícito são ações por si mesmas intrinsicamente más. Contudo, é a fé que favorece uma luz de esperança para superar os mais variados modos de escravidão. Depois de afirmar que “é para liberdade que Cristo nos libertou”, o Apóstolo acrescenta: “Permanecei firmes, portanto, e não vos deixeis prender de novo ao julgo da escravidão” (Gl 5,1). A liberdade à qual a Palavra de Deus nos convida a permanecer firmes é sem dúvida aquela operada por Cristo, o único capaz de realizar a liberdade redentora do homem todo e de todos os homens: “Se, pois, o Filho vos libertar, sereis, realmente livres” (Jo 8,36).
Toda promoção da liberdade encontra em Jesus Cristo o seu mais autentico fundamento. A Semana Santa apresenta-nos o mistério de Deus que libertou o Povo de Israel da escravidão do Egito (Ex 12 – 15) e, mais ainda, a imolação do Filho de Deus para regatar, definitivamente, os seus irmãos, até então, escravos do pecado, do demônio e da morte. O modo pelo qual o Cristo realiza a nossa redenção é que causa espanto, admiração e, também, comoção: sendo inocente fez-se culpado, tudo podendo permitiu ser humilhado, deu-nos a Vida morrendo e, quando ressuscitou, restituiu a liberdade para toda a criação. Um antigo hino pascal manifesta perfeitamente a prodigiosa ação do Libertador: “Cesse o pranto, cesse o luto: Jesus já não morre mais. Salvou o mundo corrupto e tornou-nos imortais”. A salvação operada por Cristo é, sem dúvida, a maior libertação do homem e do mundo. Pena que, por vezes, “assistimos” os atos destes dias a distancia, mesmo estando, fisicamente, próximos. Quantos prantos ainda ecoam no mundo? Quanto luto e quanta dor! Pessoas humilhadas no trabalho e por trabalho, doentes morrendo nos corredores dos hospitais, crianças chorando pelos cantos das casas e das ruas, mães desesperadas pelos jovens que não chegam mais vivos, mulheres e homens tratados como “coisa” que se compra para o “prazer abusador”. Mais uma Semana Santa, mais um grito do alto da Cruz: “Meu Deus, meu Deus, por que me abandonaste?” A resposta de Deus foi inesperada por nós: o silencio e, depois – quando tudo parecia perdido – a Ressurreição. Deus fez tudo que lhe competia! No Ressuscitado, Ele deu as condições de vida e liberdade para a sua Imagem que abita nesta terra. Agora resta a nossa parte: “Onde está teu irmão?” (Gn 4, 9), onde teu irmão chora escravizado? Nossa resposta é a mesma de Caim: “Acaso sou guarda do meu irmão?” (idem). Podemos, pelo contrário, viver a Semana Santa com a atitude do Cristo que “tendo amado os seus que estavam no mundo, amo-os até o fim” – até o extremo (Jo 13, 1). Deus tenha piedade de nós!

sábado, 5 de abril de 2014

DEPUTADO ESTADUAL FÁBIO DANTAS PROPÕE AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER


O tratamento desumano dado às mulheres que buscam atendimento em instituições que prestam serviços públicos foi o tema do debate realizado na tarde desta quinta-feira (03) na Assembleia Legislativa. Durante audiência pública, proposta pelo deputado Fábio Dantas (PcdoB), mulheres e homens de diversos segmentos da sociedade demonstraram sua indignação diante da violência de gênero, sofrida pelo público feminino, especialmente.

Na ocasião, o parlamentar sugeriu que as mulheres presentes na audiência apresentem formulem projetos relacionados ao tema violência para apresentarem no dia 12 de maio, durante seminário que será realizado na Assembleia, com a participação das agremiações partidárias para o pleito de 2014. “O evento vai discutir questões importantes do RN com os futuros representantes políticos do Estado. Será um momento oportuno para tratar deste assunto da violência contra à mulher, que é um tema de grande relevância”, afirmou Fábio Dantas.

Para o deputado, o tema precisa ser clareado na sociedade, pois muitas pessoas não reconhecem esse tipo de tratamento inadequado como sendo violência. “É preciso ter a consciência de que nem toda violência é física, mas também psicológica”, declarou.

A coordenadora de Política para as Mulheres do Governo do Estado, Carmosita Nóbrega foi a primeira a se pronunciar durante a audiência e, na ocasião, deu explicações sobre como acontece a violência institucional. “Ela pode ser identificada de várias formas e uma delas é o desrespeito que essas mulheres sofrem ao buscarem atendimento numa delegacia, num hospital, ou em qualquer. Não há quem as ouça, quem as ajude. Se ela veio agredida de casa, sofre uma nova agressão ao chegar numa delegacia. A frieza, a negligência, a rispidez com que são tratadas é uma violência”, disse.

Para Carmosita, para reduzir esse tipo de problema é preciso focar na capacitação dos agentes que estão em contato com as pessoas. “Precisamos trabalhar junto aos gestores para que não haja essa falta de respeito que acontece com tanta frequência. A humilhação faz com que muitas mulheres, que não têm instrução, não façam reclamação, pois elas acham que aqueles servidores estão fazendo um favor”, disse Carmosita.

A secretária adjunta da Secretaria Municipal da Mulher, Vera Raposo lembrou que a violência institucional não é cometida apenas contra às mulheres. “Ela acontece em todos os segmentos da população. Quem mais sofre violência são as mulheres, os homossexuais, idosos, negros, obesos. Hoje estamos trazendo o foco para as mulheres e penso que podemos trabalhar dois eixos, sendo um a capacitação do agente público e o outro é empoderar a população para que ela se conscientize dos seus direitos, especialmente as mulheres. Uma mulher empoderada dos seus direitos  vai enfrentar melhor essas situações”, declarou.

A deputada Márcia Maia (PSB) disse que o objetivo da audiência pública é colaborar com uma mudança cultural. “É preciso mudar esse olhar machista da nossa sociedade e só vamos conseguir isso com gestos e atitudes de homens e mulheres”, declarou. A deputada falou sobre um decreto que sugere que a delegacia da mulher seja especializada na violência doméstica. “Houve um estudo respaldado pelo Comitê de Enfrentamento da violência contra a Mulher e outras entidades, mas, infelizmente esse decreto não foi assinado. Falta priorização para este segmento”, disse Márcia.

DELEGACIA DA MULHER
A titular da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) da Zona Sul de Natal, Karen Lopes declarou que se sentia vítima da violência institucional, pois, segundo ela, a Polícia, como um todo, é machista. Na ocasião, a delegada disse que foi chamada à Delegacia Geral de Polícia Civil (Degepol) para tratar do decreto sobre a Deam. “Os delegados presentes se mostraram favoráveis à ideia. A função da Delegacia da Mulher é combater à violência doméstica”, disse.

Karen Lopes disse que vai lutar contra o machismo dentro da Polícia. “Não aceito mais que digam que a Deam é uma delegacia de segunda categoria. A gente trata de questões complexas. Toda essa onda da violência está atrelada a um lar desestruturado. A partir da implementação desse decreto, tenho o projeto de criar uma Deam itinerante, que vá aos bairros. Mas para isso, preciso de estrutura. Dizer quais os diretos dessas mulheres. Preciso de uma delegacia móvel”, declarou.

A delegada disse, ainda, que não recebeu nenhum tipo de treinamento para assumir a Deam, o que para ela é fundamental. “Eu não fui preparada para estar à frente da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher. É uma obrigação da Polícia Civil capacitar seus delegados. Eu acho um absurdo. Eu fui atrás de conhecimento, mas a Polícia Civil nunca me deu essa capacitação. Eu exijo esse treinamento”, afirmou.

IGUALDADE
A coordenadora da União de Negros pela Igualdade (Unegro), Graça Lucas falou sobre a luta das mulheres negras. “Essa luta vem de longe, começou no continente africano, no traslado, nos navios negreiros, quando as mulheres se jogavam no mar ou abortavam para que seus filhos não se tornassem escravos. Para justificar a escravidão, os negros foram ‘coisificados’, não tinham alma. Após a libertação dos escravos, veio a negação do Estado Brasileiro à população negra. O que queremos é que nossos jovens, idosos, crianças, tenham qualidade de vida e vida plena. Não queremos ser os suspeitos número 1 quando um crime acontece. Precisamos apagar essa mancha na nossa sociedade”, declarou.

A representante da Federação dos Conselhos Comunitários e Entidades Beneficentes do RN (Feceb), Edneuza Jones falou sobre a violência que as mulheres sofrem quando resolvem ser candidatas a cargos políticos, sejam como parlamentares, gestoras públicas ou sindicalistas. “Os sindicatos são ambientes, geralmente, muito machistas. Quando uma mulher ousa se candidatar passa a sofrer o preconceito dos companheiros de outras chapas. É uma violência psicológica e não vão até o final dos seus mandatos”, declarou.

Maria Goretti Gomes, representante do Grupo Afirmativo de Mulheres Independentes (GAMI) parabenizou a delegada Karen Lopes pela coragem em defender as mulheres. “Nós que estamos perto dessas mulheres violentadas sabemos o quanto custa denunciar a falta de estrutura. Dou os parabéns à delegada Karen Lopes. Digo que estou feliz porque a delegada falou que se sente uma mulher feminista e está com a consciência e preocupação que temos dia e noite. Mas ninguém conseguirá fazer nada se o Estado não ofereça estrutura”, afirmou.

HOMENS EM DEFESA DAS MULHERES
O representante dos Direitos Humanos, Ivênio Hermes trouxe números da violência de gênero. “Foram registradas 21 tentativas de estupro de janeiro até aqui. Mas esse número não representa a realidade, pois muitas mulheres não fazem a denúncias. Se para elas denunciar o estuprador é difícil, imaginem uma tentativa de estupro. Os feminicídios registrados em 2014 chegam a 25, outro dado que também não corresponde à realidade. Pois sabemos de casos de mulheres assassinadas pelos maridos, no interior, que não estão dentro desses índices de pesquisa. Em 2013, foram 107 feminicídios. O que nos preocupa é a violência que vem de dentro do ser humano. Vem do machismo. O homem teme a mulher. Por não saber lidar com a força que elas possuem, ele faz com que ela seja anulada. O machismo tem que acabar. Ele nos transforma em primatas. Voltamos a ser pessoas que não raciocinam”, declarou.  

O Procurador Estadual, Antenor Roberto reconheceu que a luta das mulheres é complexa e que as mudanças na sociedade acontecem de forma lenta. “É uma luta de cotidiano, mas vejo que ela está muito bem posta no Brasil”, disse. Antenor defendeu a abordagem do tema nas escolas, como forma de conscientizar as crianças, desde cedo, sobre o respeito às mulheres e apontou os jogos eletrônicos violentos como um retrocesso na questão da violência. “Essa ferramenta eletrônica está jogando contra nós. Ela cria a ideia de uma força masculina violenta e isso tem dominado nossas crianças. Também sou contra esses esportes cujo único objetivo é destruir os outros fisicamente. Estamos voltando à cultura dos gladiadores romanos”, declarou.