sábado, 15 de abril de 2017

APÓS HUMILHAÇÃO E DESCASO, D. HÉLIA VOLTA À SUA CASA

Mês passado, o blog De Olho em Mipibu fez uma visita à Dona Hélia Maria, moradora da Av. Senador João Câmara. Há alguns anos, ela foi cadastrada num dos projetos habitacionais, levou documentação necessária e a planta do seu terreno à SETHAS, instituição esta mantida pela prefeitura municipal de São José de Mipibu. Depois de alguns dias, a casa começou a ser erguida, porém não concluída. Falta de material, o piso não foi feito, abandono por parte da empresa contratada e inúmeros problemas estruturais.
Desesperada, sem poder dormir na sua própria casa, por causa da poeira que caía das telhas de má qualidade, D. Hélia buscou o blog para denunciar tal problema. Apesar deste trabalho ser da responsabilidade de empresas e profissionais firmados em contrato e convênio, a prefeitura resolveu correr atrás do prejuízo e solucionar em gambiarras a situação. Um paliativo foi feito e a casa recebeu telhas e um piso melhorado, em relação ao contra-piso anterior.
Quando soubemos que o material, por exemplo, as novas-velhas telhas haviam sido de um outro imóvel demolido, formalizamos documento à Promotoria para provocar o Ministério Público, a respeito de toda esta situação humilhante e desrespeitosa. Porém, só não enviamos tal denúncia, por pedido da própria moradora.
Fico feliz em ver esta família sorrindo, alegre e com seus direitos quase garantidos. Entretanto, faço os seguintes questionamentos... Por que a prefeitura entrou nessa história, se essas casas deveriam ser concluídas, independentemente, da intervenção do município, no quesito construção? Por que o legítimo construtor abandonou a obra? O trabalho não é de responsabilidade de uma empresa terceirizada? A prefeitura não deveria se limitar ao cadastramento dos contemplados, por meio da SETHAS ou, no máximo, acompanhamento da qualidade dessas construções? Com a palavra, Drª Heliana Germano, nossa competente Promotora de Justiça...

Em vídeo, Dona Hélia Maria faz alguns agradecimentos especiais. Confiram:

Matéria, fotos e vídeo: Alexandre Freire 

0 comentários:

Postar um comentário

poste seu comentário