quarta-feira, 24 de abril de 2013

"TENHO MUITO RESPEITO À APAMI, POIS É O LUGAR ONDE EU NASCI"

O hospital maternidade de São José de Mipibu, APAMI, com sete décadas de atuação em nosso município e relevante serviço prestado, vive momento difícil. Os médicos pediatras e obstetras foram remanejados para o hospital Monsenhor Antônio Barros e outros hospitais do estado. A decisão irresponsável e incompetente foi da atual governadora Rosalba Ciarlini, visto que não existem leitos suficientes para as mães, sobretudo, mipibuenses, tirando o direito de darem a luz aos seus filhos na Terra do Barão.
O blog De Olho em Mipibu visitou a unidade e conversou com os funcionários plantonistas.
"Mesmo sem os médicos, permanecemos firmes e fortes em nossos plantões, pois temos pessoas em situações de recuperação e aos cuidados da equipe técnica e acreditamos que a nossa classe política e a população não medirão esforço para reativarem o grande e bom serviço prestado pela competente equipe da APAMI" - desabafou uma funcionária.
Ao entrar por esta porta, e durante toda a visita à unidade, permaneci arrepiado e muito angustiado. Após exame de consciência, constatei que os meus primeiros momentos de vida foram lá, pois nasci na APAMI e tenho orgulho de ser cidadão mipibuense da gema.
Ontem, acompanhei a sessão ordinária, na câmara dos vereadores, e senti que não só os legisladores, mas todos os seguimentos sociais estão engajados, dispostos a lutarem em prol do funcionamento da única maternidade de São José de Mipibu, a qual atende a mais de 20 cidades da região.
Em algumas dependências, o mesmo empenho e a dedicação aos pacientes que ainda estão em recuperação dentro da referida maternidade.
Sala onde são realizados os partos. Um ambiente equipado e com todas as condições favoráveis às pacientes.
Alguns técnicos e pessoal de apoio posaram para as lentes do blog defensor da APAMI mipibuense.
Há 27 anos, na APAMI, a técnica de enfermagem Socorro Roque faz parte dos profissionais, que acompanharam muito da história dos mais de 40 mil partos realizados nesta maternidade. Acredito na força do povo, na Igreja (que está engajada neste propósito) e, principalmente, na classe política local. QUEREMOS A APAMI FUNCIONANDO!!!

Matéria e fotos: Alexandre Freire

0 comentários:

Postar um comentário

poste seu comentário