terça-feira, 8 de novembro de 2016

VEREADORES NÃO RECEBEM O POVO O QUAL PROTESTAVA CONTRA REAJUSTE SALARIAL

Hoje, à noite, os vereadores de São José de Mipibu não receberam o povo, na câmara municipal, o qual estava protestando contra o aumento salarial para prefeito, vice-prefeito, vereadores, secretários e chefe de gabinete.
Nos últimos dias, o cidadão mipibuense, Walter Júnior, encabeçou esta luta, conclamando o povo nas redes sociais e nas ruas para participar de tal movimentação durante sessão ordinária. Ao chegarem à câmara, a sessão havia terminado em tempo recorde, aproximadamente 9 minutos, deixando as pessoas revoltadas e sem uma justificativa por parte dos vereadores que aprovaram projetos que concedem aumento de 25% e 50%, respectivamente, aos vereadores e ao prefeito Arlindo Dantas a partir de janeiro de 2017.
No detalhe, a exemplo dos seus pares, estático, afônico e agindo com total desrespeito aos cidadãos que estiveram na "Casa do Povo", o vereador reeleito, Jean Nerino, deu as costas a este mesmo povo que o elegeu para o seu 6º mandato.
Na rua, em frente à câmara de vereadores, professores, estudantes e outros segmentos sociais acompanharam um movimento pacífico, respeitoso, mas de muita revolta diante de reajustes que ferem o bom senso, tendo em vista a crise econômica pela qual passa todo o país. Se alguém arrisca em dizer que está dentro da lei, por qual motivo algumas prefeituras do país preferiram reduzir os subsídios dessas pessoas que ocupam as mesmas funções públicas?!
Aos poucos o povo tomou as dependências, no entorno da Casa do Povo, a qual não abriu as portas para o povo.
Durante todo o protesto, alguns vereadores permaneceram em seus gabinetes, sem se pronunciarem ou darem uma explicação sobre essa atitude incoerente, levando-se em consideração o atual contexto econômico brasileiro.
A jovem Iolanda, mulher obstinada e inteligente, lamentou a atitude desrespeitosa dos edis, e cobrou maior participação dos mipibuenses junto aos políticos que nos representam. Encerrou suas palavras dizendo: "Esses vereadores nunca irão nos representar, pois os bolsinhos deles estão cheios!".
Cartazes, faixas e palavras de ordem fizeram parte de toda essa movimentação.

O jovem Anderson se sentiu excluído, humilhado e desrespeitado pelo fato de não ter sido recebido num espaço público onde o povo deveria ter vez, voz, participação e uma resposta por parte da bancada legislativa do município.
Ao final, os participantes marcaram o dia 22 deste mês para a realização de outro momento, que será bem mais divulgado em carros de som, mídia, redes sociais, ruas, escolas e demais espaços públicos. Como bem disse o professor de Biologia, Cláudio Carvalho: "Só deixaremos de visitar esta casa, quando tivermos uma resposta, pelo menos, respeitosa e justa!".

De parabéns, somente, o povo!!!

Matéria e fotos: Alexandre Freire

0 comentários:

Postar um comentário

poste seu comentário