domingo, 6 de novembro de 2016

PREFEITO ARLINDO REAJUSTA SALÁRIOS SEM RESPEITAR OS PROBLEMAS DO POVO

É grande a movimentação contra as últimas medidas tomadas pelo prefeito de São José de Mipibu, o senhor Arlindo Dantas. Nas mídias sociais, ruas, avenidas, praças e rodas de conversa, a população mostra-se indignada e revoltada com os reajustes salariais sancionados pelo chefe do Executivo. Para se ter uma ideia, o principal mentor da ação, o prefeito Arlindo, terá um salário de 18.000,00 (dezoito mil reais).

Vereadores, secretários municipais, chefe de gabinete, prefeito e vice-prefeito terão seus vencimentos reajustados a partir de janeiro de 2017.

O que chama a atenção nisso tudo é o discurso contraditório dos que fazem parte ou têm ligação com a prefeitura municipal. Fala-se em crise, enxugamento de folha de pagamento, FPM zerado por meses consecutivos, cortes nos gastos públicos, entre outras medidas de contenção.

No entanto, tudo foi pensado e arquitetado a portas fechadas, sem levar em consideração o desejo e a vontade do povo, o qual vive sofrendo, sem segurança, sem vagas no cemitério central, sem matadouro, sem água nas comunidades, sem ambulância, sem saneamento básico, sem medicamentos, sem merenda em boa parte das escolas, sem iluminação pública... enfim, com necessidades básicas e fundamentais!

Não muito distante, na cidade de ÁGUA BRANCA, no vizinho estado da Paraíba, em função da mesma crise econômica pela qual atravessa o país, o prefeito Tarcísio Firmino abdicou do salário de 8.000,00 para receber, apenas, o mínimo, fixado em 880,00. Já os nove vereadores dessa mesma cidade, que recebiam 3.000,00 de subsídios, passarão a receber, também, um salário mínimo.

Por qual motivo São José de Mipibu não adota, pelo menos, medida semelhante? Ou, na pior das hipóteses, desconsidera esse aumento abusivo, desnecessário e revoltante diante do caos político e administrativo pelo qual passa a Terra dos Engenhos?!

Qualquer justificativa desconsidera e fere o desejo do povo, pois esse mesmo povo vive mergulhado em descaso, falta de compromisso e de respeito por parte da gestão do prefeito Arlindo Dantas. Os defensores incansáveis e irresponsáveis, provavelmente, devem estar muito bem beneficiados pela máquina pública.

Matéria: Alexandre Freire

0 comentários:

Postar um comentário

poste seu comentário