sábado, 28 de fevereiro de 2015

APÓS REFORMA DA PÇA DES. CELSO SALES, PARA ONDE IRÃO OS COMERCIANTES DO CENTRO DE EVENTOS?

Na manhã de hoje(28), visitei amigos comerciantes do Centro de Eventos, chamado pelos críticos de "O SULANCÃO", localizado à Pça Des. Celso Sales e "construído" na gestão da ex-prefeita do nosso município, Norma Ferreira.
Sem dúvida nenhuma uma das obras mais feias já vistas em nosso município. Além de ferir uma Lei Municipal (Plano Diretor), compromete a beleza da arquitetura colonial dos nossos nobres casarões.
O que me entristece é saber que o projeto foi votado pela câmara municipal. Entretanto, dificilmente vemos um vereador fiscalizando e/ou acompanhando obras no município.
Apesar das irregularidades, lá, 32 comerciantes sustentam suas famílias, lutam, diariamente, pelo pão de cada dia. A maioria das lojinhas comercializam roupas, calçados, utensílios para casa etc
O espaço conta com um administrador, que arrecada uma taxa de cada proprietário para a manutenção do espaço e pagamento de vigias.

Ao chegar, conversei com os meus amigos, Rosa e Paulo Sanfoneiro, proprietários de uma cantina, lugar onde serve café da manhã, lanche, almoço e jantar
No detalhe, o feijão para ser escolhido, para o preparo do almoço do dia. Frequentador assíduo e cliente de Rosa, Seu Domingos estava tomando o seu cafezinho sagrado de todos os dias.

Conversando com cada comerciante, muitos me fizeram um questionamento sobre a reforma da praça e para onde todos esses pais de família irão. D. Fátima, moradora de Manimbu, concluiu: "Seu Arlindo gosta do povão e tenho certeza de que ele não mexerá com nenhum desses comerciantes, porque são trabalhadores honestos e pessoas de bem, que vivem lutando para sustentarem suas famílias".
O nosso blog terá uma conversa com o prefeito Arlindo Dantas e com o secretário de obras, José Eduardo, para saber, realmente, o destino desses bravos batalhadores pela vida. Desde já, estarei ao lado dessas famílias, e certos de que a atual gestão terá um olhar sensível a essa causa.

Matéria e fotos: Alexandre Freire

0 comentários:

Postar um comentário

poste seu comentário