sábado, 17 de maio de 2014

CREAS PROMOVE PIT STOP ALUSIVO AO DIA NACIONAL DE COMBATE AO ABUSO E EXPLORAÇÃO SEXUAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES

Hoje, durante toda a manhã, o CREAS - Centro de Referência Especializado de Assistência Social, a SEMTHAS - Secretaria Municipal de Trabalho da Habitação e Assistência Social e a Prefeitura Municipal de São José de Mipibu realizaram um Pit Stop no centro da cidade.
No dia de hoje, (18 de maio), é o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Além de palestras sobre a referida temática, explanação sobre os diversos serviços oferecidos ao município na área do social, houve panfletagem, distribuição de flores e a colocação de adesivos nos veículos que passavam pela reformada Praça Monsenhor Paiva, local onde aconteceu tal ação.

A temática, a qual preocupa autoridades e a população do país, além da simpatia das competentes assistentes sociais do município fizeram com que condutores aprovassem este importante momento de conscientização e divulgação sobre esse mal que é uma realidade em todas as camadas sociais.


O Conselho Tutelar de São José de Mipibu, aqui, representado pelo presidente da instituição, Renilson Luiz e a conselheira Josilene Florêncio marcou presença. Um trabalho que lida diretamente com esses casos de desrespeito e exploração às crianças e adolescentes.
O vereador Márcio Freire aderiu à campanha, adesivou o carro e...
... ainda levou de presente uma linda flor para a sua amada e esposa, a advogada Vanessa Freire.
As comandantes da SEMTHAS e da referida ação, as secretárias do social Shillen Carla...
... e Socorro Melo sempre engajadas em projetos sociais promovidos pela gestão municipal.
Que este 18 de maio seja um dia para uma ampla reflexão e cuidados para com as nossas crianças e adolescentes. Na era da informática, sobretudo, das redes sociais, muitos pedófilos e/ou exploradores de pessoas estão à espera dos nossos filhos, caso estejamos omissos ao diálogo, à boa convivência.

A qualquer tipo de violência (abuso e exploração sexual) sócio-familiar a crianças e adolescentes, denunciem, discando 100. Não tenha medo, pois você não precisa se identificar!

Matéria e fotos: Alexandre Freire

0 comentários:

Postar um comentário

poste seu comentário